SOALHO FLUTUANTE EM COZINHAS

Soalhos Flutuantes em Cozinhas…sim? não? Não sabem? Pois… é normal! Eu própria também me debato com esta questão há algum tempo. Sempre que remodelamos uma cozinha, surge esta dúvida… será que podemos/devemos colocar soalho flutuante? E as águas? E a esfregona? E a humidade toda?

Na minha sincera opinião, penso que não existe nenhuma resposta certa ou errada. Tudo depende do tipo de soalho que escolhemos e do tipo de utilização que damos a estes espaços. Por exemplo, se todos os dias lavarmos o chão com detergentes fortes, é possível que este não seja o material mais indicado para nós! Há muita gente que é totalmente contra – alegam que com o passar dos anos o soalho vai acabar por ficar danificado devido aos químicos dos detergentes, gorduras, águas e por aí fora… eu por acaso não sou 100% contra, mas acho que devemos analisar tudo com muita atenção.

Hoje em dia já existem muitas marcas que disponibilizam soalhos flutuantes específicos para cozinhas e casas de banho. Dizem eles que são ” Antibacterianos e 100% resistentes à àgua”. Na sua constituição encontramos um painel de fibras de alta densidade, resistente a humidades, que os torna mais imunes à absorção de liquídos. Mas será que isto é suficiente?! Eu quero acreditar que sim, embora fique sempre na dúvida! Confesso que até agora tive medo de arriscar e para prevenir problemas de futuro, optei sempre por colocar um pavimento cerâmico que imita a madeira na perfeição! No entanto, sinto que está na altura de experimentar… e pode ser que realmente me surpreenda! Basta ver as imagens em baixo para ver como as cozinhas ficam muito mais confortáveis e acolhedoras!

Por aí, ja alguém colocou pavimento flutuante em cozinhas?! Se sim, contem-me tudo!

cozinhas-madeira1

8 Comments
  • Mara Lima

    25/02/2016 at 12:13 pm Responder

    Olá Ana, eu tenho chão assim na minha cozinha, foi o meu construtor que sugeriu e até agora não tenho tido problema. Tivemos a mesmo dúvida mas correu tudo bem. Bjo

    • anafiuza

      26/02/2016 at 12:27 pm Responder

      Olá Mara! Obrigada pelo comentário :) Ainda bem que correu tudo bem, estou a ver que tenho mesmo de arriscar! Beijinho*

  • Alexandra Jesus

    25/02/2016 at 2:15 pm Responder

    Eu adoro, Ana! Tenho na cozinha e nas casas de banhos. Funciona muito bem e nada danificado. Transmite uma aparência cuidada e de continuidade face ao resto das divisões. Sou fã :)

    • anafiuza

      26/02/2016 at 12:27 pm Responder

      Olá Alexandra! Boa, acho que estou a ficar convencida eheheh!!! Beijinhos**

  • Iris Teixeira

    22/03/2016 at 7:33 pm Responder

    Olá Ana. Tenho em toda a casa, inluindo cozinha e wc’s. Fica lindo, já tenho esta casa à 5 anos e continua tudo impecável.
    As pessoas tem ideia que os pavimentos de cozinhas e wc’s ficam molhamos durante a utilizaçao…. nao tem que ser assim.
    A louça é lavada na máquina e no lava-louças e quando saímos do banho pomos os pés numa saída de banho.
    Limpo todo o pavimento da casa com o mesmo produto próprio para este tipo de material.
    PS-Desculpa a falta de acentuaçao, estou com o teclado KO

    • anafiuza

      29/03/2016 at 12:37 pm Responder

      Olá Iris! Obrigada pelo comentário! É tão bom quando tenho o vosso feedback :) Fico feliz por saber que corre tudo bem, está visto que tenho de arriscar! eheheh Beijinho*

  • sara

    28/10/2016 at 9:19 pm Responder

    Olá Vi agora o artigo, e estou a reconstruir a minha casa e deparei-me com a mesma dúvida, pois acho que fica muito mais bonita a cozinha com o flutuante do que com o azuleijo e ainda por cima a minha cozinha tema a sala de estar junta o que não fazia sentido ter azuleijo na parte da cozinha e flutuante na sala. Inicialmente o meu namorado ficou reticente em relação à minha escolha, mas agora já está de acordo. E o facto de ter lido este artigo e comentários esclareceu alguma dúvidas =) Obrigada

  • Leonel Correia

    07/10/2017 at 4:04 pm Responder

    Olá Ana
    Pessoalmente, acho que o flutuante, torna a cozinha num local muito acolhedor. Hoje em dia, a cozinha tornou-se na sala de jantar para a maioria das famílias e isso merece ser tido em consideração na escolha de todos os materiais a utilizar. Sou da opinião de reduzir os materiais cerâmicos, ou outros impermeáveis e de fácil limpeza, às zonas de confeção. Quanto ao resto, pintura ou até papel de parede lavável. Na escolha do pavimento, dentro de muitas escolhas possíveis, aconselho a darem uma vista de olhos às soluções da Wicanders. Já era uma das melhores marcas de pavimentos flutuantes, mas ainda melhorou mais, na minha opinião, desde que está nas “mãos” da corticeira Amorim e estes últimos lhe introduziram a cortiça na composição. A solução para espaços com utilização de água, chama-se “Hydrocork”. Trata-se de um pavimento vinílico, de elevada qualidade e com visuais muito realistas à escolha.
    Parabéns pelo bom gosto do blog!

Post a Comment