MOSAICO DE TERRACOTA

Existem vários tipos de branco. Agora assim de repente lembro-me do leitoso, do baunilha, do sujo, do neve, entre muitos outros. Quando abrimos um catálogo de tintas, a oferta é tanta que começa a ficar difícil escolhermos a cor certa.  Eu, como sou muito tradicional nestas coisas e acho sempre que em equipa vencedora não se mexe, acabo por escolher sempre o mesmo – NCS S 0500 – N, nunca falha!! Paredes, tectos, portas, rodapés, aduelas, roupeiros e afins, leva tudo com este branco. Há quem diga que fica tudo demasiado frio, eu discordo totalmente… e ainda digo mais – gosto tanto de branco que até os azulejos que escolho para cozinhas/casas-de-banho costumam ser brancos!!

Mas… lá por serem brancos não significa que tenham de ser ultra boring, ok?!

Um dos azulejos que mais gosto de usar é o Porto da Recer. É o típico azulejo das estações de metro, com um biselado tridimensional, que confere aos espaços uma dinâmica visual muito interessante. Para além destes, também ando apaixonada por uns mosaicos de origem marroquina, feitos manualmente em terracota, que criam um efeito final meio tosco e que resultam super bem em ambientes contemporâneos mais estilizados!

1

AZULEJOS-MARROQUINOS

Todas as peças são únicas, com formatos e texturas ligeiramente irregulares e é exatamente isso que lhe dá a piada. O contraste entre os materiais confere uma alma muito especial aos espaços e o resultado final é tudo menos boring e frio, não acham?!

Eu adoro!!

No Comments

Post a Comment